quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Tipo menina?! - Mulheres com propósito


Amiga, você já deve ter percebido que vez ou outra gosto de dividir com você o que acho sobre alguns comerciais. Talvez seja pelo difícil fato de encontrarmos atualmente um comercial que nos leve a pensar e refletir valores, a maioria deles na verdade são vazios e apelativos. Então quando assisto um bom comercial venho correndo compartilhá-lo com você.

Foi o que aconteceu ao assistir este comercial do Always. Clica aqui, assiste e volta pra gente conversar.

Viu só! Por que será que realmente ao entrarmos em nossa puberdade somos bombardeadas por uma sociedade que nos cobra para que deixemos de ser "tipo menina"?

Mesmo hoje, com quase 40, sinto-me honrada se alguém disser que faço algo tipo menina - afinal sou menina! Não faço questão de me moldar aos padrões que dizem que a mulher precisa ser mais durona e firme se quiser ser respeitada ou conquistar espaço. Não mesmo!

Sou o tipo que aprecia vestidos e saias, laço no cabelo e fitas de cetim, sou aquela que não abre mão do sorriso tímido e sincero que vem do coração de uma mulher "tipo menina".

Ser "tipo menina" é ser doce sem perder a força, e correr atrás dos seus ideais sem perder a graça é ter o dom de gerar outra vida em seu ventre e ser forte o suficiente para trazê-lo ao mundo por um parto natural (ouvi dizer que a dor equivale a 20 ossos sendo quebrados simultaneamente e sonho poder passar por isso). Sim sou do tipo menina.

Que ama ser cuidada, que adora mimos e afagos, que se derrete nos braços do esposo mas que vai a luta quando precisa lutar e não faz de sua condição de menina motivo para ser menos do que o Criador desejou que fosse.

E você? Como você enxerga o fato de alguém dizer que faz as coisas "tipo menina"? Quais os valores que tem construído em suas filhas, sobrinhas ou outras meninas as quais Deus lhe permitiu conhecer e influenciar?

Eu faço sim as coisas tipo menina, e faço da melhor maneira possível. E você?

Você pode querer ler também estas outras postagens que escrevi sobre comerciais:

Falando de aparência

Como você se vê

Além do espelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.