quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Como você se vê? - Mulher com Propósito


Comecei a pensar sobre isso depois de ver esse comercial (meninas não estou ganhando nada para passar o comercial da marca Dove, apenas me fez refletir após assistir ao comercial e quis dividir com vocês)
Assista:


Em algum ponto da vida muitas de nós nos sentimos com baixa autoestima. Isso é mais comum do que a maioria de nós pode imaginar e acontece com inúmeras pessoas, sendo que a maioria delas são mulheres.

Por que nós mulheres somos tão críticas conosco? Não estou falando apenas da criticidade sobre nossa forma física, mas como somos críticas com tudo que fazemos. Não importa o quão bem sucedida somos sempre andamos no limiar da insatisfação com nossos esforços.

Se somos convidadas a uma promoção pensamos "será que tenho potencial para isso?", se vamos receber amigos em casa imaginamos "será que vão apreciar a comida que faço, é tão simples."

E quando se trata de aparência então o problema parece ficar ainda maior "não fico bem de vestido, tenho pernas finas ou grossas demais", " não tenho cintura" , "pareço uma tábua" e as frases negativas sobre si mesma vão fluindo com uma naturalidade assustadora.
É preciso para esse ciclo antes que ele nos destrua.

Para ter uma autoestima elevada precisamos acreditar mais em nós mesmas, em quem somos independente da opinião dos outros,  e saber que é nos valorizando que seremos valorizadas. A maneira como nos enxergamos afeta a forma como os outros nos enxergam.

"E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou."  Gênesis 1:27

Você não é comum, é especial. Fomos criadas a imagem e semelhança de um Criador que nos ama e nos projetou com o mais sublime zelo.

A forma física, os talentos e habilidades que possui são únicos. Ninguém os possui igual a você. Deus a fez única e especial. 

Aceite essa verdade em sua vida e viva livre da baixa autoestima hoje.
Com carinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.