quinta-feira, 18 de junho de 2020

Estudo bíblico - Rute - semana 04


estudo bíblico rute

Olá amadas chegamos a parte final do nosso estudo sobre o livro de Rute, se você está chegando agora clique aqui para ir ao início do estudo e baixar seu diário de estudo bíblico gratuito  .

Hoje estamos encerrando este estudo maravilhosos e nossa jornada pelas páginas deste livro tão pequeno mas cheio de riquezas, eu espero que suas descobertas tenham superado suas expectativas e muito mais, que elas tenham sido agente transformador de Deus para sua vida diária. Agora vou te contar o que aprendi neste último capítulo.

Minhas descobertas

Minha primeira curiosidade foi saber mais sobre a porta da cidade ou portão da cidade e descobri que era "uma espécie de quadra ao ar livre, o local onde os assuntos judiciais eram resolvidos pelos anciãos e aqueles que haviam conquistado a confiança e o respeito do povo...um local para negócios e uma espécie de fórum ou local de reunião pública" (Huely)

Agora observamos Boaz mais uma vez mostrando seu caráter e pro-atividade para resolver um assunto. Ele sabia que segundo a lei outro homem possuía o direito de casar-se com Rute e ser o resgatador, mas algo me diz que Boaz conhecia o caráter deste outro homem.
Ele aborda a questão no local apropriado, com testemunhas e faz isso com muita sabedoria começando a informar que o homem possuía o direito de resgatar as terras de Elimeque. 

Neste exato momento vemos o homem (cujo nome não é informado) prontamente aceitar o seu papel de resgatador afinal quem não gostaria de adquirir mais propriedades. No entanto, só após esta declaração, Boaz informa ao homem que ao aceitar as terras de Elimeleque também deveria casar-se com Rute para suscitar descendência ao falecido.

É aqui que percebemos a diferença entre o caráter de Boaz e deste outro resgatador. Boaz queria casar-se com Rute a questão das terras não era sua prioridade, já o outro homem declina na mesma hora ao saber que precisava casar-se e assim por em risco a própria propriedade (v.6)

Aqui percebemos claramente uma questão de prioridades.

Sendo assim fica consumado o negócio entre eles e a assinatura pública da transação que era a cerimônia do descalçado (v.7). E ali em meio as testemunhas Boaz assume o seu casamento civil com Rute.

Neste ponto quero destacar o fato da importância do casamento diante de Deus e dos homens. Muitos casais acreditam que basta estar juntos, que um papel não fará diferença entre outras desculpas. No livro de Rute vemos a importância de se oficializar também civilmente a união de um homem e de uma mulher na presença de testemunhas. isso tornava-se um testemunho público do início de uma nova família.

Na conclusão deste livro vemos o agir de Deus que conduziu a vida de rute através dos detalhes e mostra que quando decidimos confiar em deus nossos caminhos sempre serão bem-sucedidos.

Assim esta mulher moabita, passa a fazer parte do povo de Israel e não apenas isto mas passa a fazer parte da linhagem humana do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Esta história de amor linda nos fala sobre redenção e amor, sendo uma excelente ilustração do amor de Cristo por nós sua noiva.

Foi uma benção termos caminhado pelas páginas deste livro e aguarde que em breve teremos mais um estudo bíblico aqui. Não esqueça de me contar como foi o estudo para você, vou ficar aguardando para ler seu comentário. Deus a abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.

Postagens relacionadas