quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Cumprindo o plano de Deus - estudo bíblico para mulheres


Olá amadas finalmente depois de quase dois meses de recuperação estou conseguindo voltar ao ritmo das postagens aqui no Blog 🙏 então hoje vamos continuar nossa observação sobre o que Deus deseja que ensinemos as mulheres mais novas em nosso estudo baseado em Tito 2, temos aqui duas características essenciais, porém difíceis de ser praticadas por uma boa maioria das mulheres. A bondade e a submissão.

Vejamos nosso primeiro ponto hoje é a bondade. Deus espera que ensinemos as mulheres mais jovens a exercerem a bondade em suas vidas diárias começando em seus lares. Para algumas mulheres a bondade parece ser inerente do seu ser já para outras não parece ser tão fácil assim. 

O que não podemos perder de vista é que em Gálatas 5 .22 está bem claro para cada uma de nós que a bondade é um fruto do Espírito por isso quer você acredite ter facilidade com a bondade ou não com o auxílio do Espírito Santo certamente poderemos viver a bondade em essência que agrada a Deus. 
De modo bem resumido bondade seria a disposição para fazer o bem. É acordar todos os dias com uma missão clara através do seguinte questionamento: O que posso fazer para tornar melhor a vida dos que estão ao meu redor? 

Talvez por isso ela tenha sido listada antes da submissão no versículo que estamos estudando.  

Submissão 

“A submissão da mulher ao marido demonstra sua submissão ao Senhor.” Edwin Louis Cole 

Não existe palavra para causar maior desconforto entre as mulheres do que a submissão provavelmente porque lhes foi ensinado errado o conceito desta palavra. A submissão nada mais é do que se colocar em subordinação ou obediência a outrem. 

As mulheres lutam pois não querem ser submissas aos seus maridos, mas são submissas as leis do seu país, a ordem na fila de espera do banco ou supermercado, ao sinal vermelho no trânsito e tantas outras situações. Outra coisa que não percebem ou não foram ensinadas é que Deus espera que como cristãs sejamos submissas uns aos outros (Ef. 5.21) e principalmente somos chamadas a submetermos ao próprio Deus (Tg. 4.7). 

Na hierarquia do lar Jesus se posiciona como líder dos dois, marido e esposa, e estabelece a liderança do marido sobre sua esposa e a esposa sendo submissa a Cristo e ao seu marido. Se este é o padrão de Deus você não acredita que Ele poderia estar errado, não é mesmo? 

“Nossa submissão ao nosso marido – seja ou não um cristão, esteja ou não obedecendo a Deus – prega um sermão mais belo e poderoso do que nossa boca jamais poderia”. Elizabeth George 

Muitas mulheres acreditam que sua submissão só deva acontecer se o seu esposo estiver exercendo sua liderança em submissão a Cristo, porém não é assim que funciona. Deus espera que nós mulheres possamos ganhar nossos maridos sem palavras através das nossas ações e a submissão, o respeito a autoridade deles certamente o ensinará muito acerca de quem nós servimos. 

Agora algumas últimas colocações: 
  • Ser submissa não é se desculpar para não ter nenhuma responsabilidade. Não finja que está sendo submissa obrigando seu marido a viver por você, dizer como você deve exercer seus dons ou pior ainda que ele lhe diga qual é o seu dom. Isso não é submissão é omissão. 
  • Sua submissão acaba quando o que se pede é contrário ao caráter de Deus. Entenda que seja seu marido, as leis ou qualquer outro fator que exigem postura de submissão termina quando o que se pede é contra o que Deus deixou revelado em sua Palavra para que você vivesse. Sua submissão é primeiramente a Deus e depois ao seu esposo. 
Agora é hora de praticar o que aprendeu 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.

Postagens relacionadas