terça-feira, 15 de maio de 2018

É hora de parar! Elimine o sarcasmo do seu casamento


Algumas dessas frases soa familiar para você?

"Você acha que eu deveria ficar animada agora que você decide mudar."

"Pelo menos eu estou mudando. Isso é mais do que posso dizer de você."

"Eu venho pedindo há anos que você pendure a toalha, agora não espere que uma banda toque porque você fez isso."

"O seu perfume é bom. Quanto tempo você esteve submersa nele?"

Essas são apenas algumas frases que os casais usam para a comunicação em seu casamento. E elas tem um nome: sarcasmo.

O sarcasmo é um veneno para qualquer relacionamento, no casamento ele é verdadeiramente mortal. Infelizmente muitos casais só conhecem o sarcasmo como forma de comunicação não percebendo que desta forma estão matando seu casamento e destruindo a vida de outra pessoa. Utilizar este tipo de linguagem nada mais é do que usar agressão verbal encoberta e não estar preocupado em ferir o outro com suas palavras (Pv 18.21).

Então o que fazer para eliminar o sarcasmo do seu casamento?

1. Reconheça o padrão do sarcasmo em seu casamento.

É preciso reconhecer que o sarcasmo tem sido utilizado como parte da comunicação entre marido e mulher e posicionar-se contra isso daqui para frente. Saber que este tipo de linguagem é dolorosa e capaz de matar seu relacionamento.
O padrão sarcástico em sua comunicação só será eliminado quando você reconhecer que está usando ou sendo vítima deste tipo de linguagem.

2. Decida mudar.

Não basta reconhecer que o sarcasmo tem sido uma forma de comunicação em seu casamento, é preciso eliminá-lo. Essa decisão só cabe a você.
Todo padrão estabelecido há um bom tempo demora a ser desfeito então mesmo você decidindo não usar mais essa linguagem ainda assim irá falhar e voltar aos velhos hábitos. Não desista. Quando perceber o uso do sarcasmo, simplesmente pare e peça perdão imediatamente ao seu cônjuge.

3. Tenham uma conversa franca - sem sarcasmo.

Se esta tem sio a linguagem dos dois no casamento é hora de sentar e conversar, mas se apenas um tem por hábito esta destrutiva forma de comunicação, a conversa ainda continua sendo necessária.

Se apenas você usa esse tipo de linguagem, sente-se com seu cônjuge e diga sinceramente que reconhece seu erro e está disposto(a) a mudar e que precisará do auxílio dela/dele para as vezes que falhar e voltar a usar o sarcasmo como forma de comunicação.

Se você é quem sofre com o sarcasmo do seu cônjuge, sentem-se para uma conversa e diga que não está mais disposto(a) a tolerar este tipo de comunicação em seu casamento e que isto deve mudar para que o casamento não morra. Se preciso for busquem auxílio de um conselheiro de casais.

4. Seja claro ao comunicar sua mensagem.

A melhor maneira de começar a praticar uma linguagem não sarcástica é ser claro no que diz, indo diretamente ao ponto da questão fazendo isto de maneira calma, concisa e conciliadora. Sem buscar justificar-se ou acusar o outro.

5. Lembre-se da lei da semeadura

Como mencionei acima mudar um padrão leva tempo e haverá falhas mas não esqueça da lei da semeadura (Gl 6.7) e comece a semear palavras de apreciação, respeito e tolerância em seu casamento. Mesmo que apenas você esteja disposto a começar essas mudanças em seu casamento saiba que seu cônjuge começará a ser tocado pelas suas atitudes também.

Espero ter despertado sua atenção para o perigo do sarcasmo e ajudado você a sair deste padrão mortal de relacionamento. Não aceite viver um casamento com menos do que Deus planejou para que ele fosse.
Precisando de aconselhamento envie-nos um e-mail ministerioenlace@hotmail.com.br

Em Cristo, Susi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.

Postagens relacionadas