quinta-feira, 29 de junho de 2017

A oração como hábito diário


Semana passada conversamos sobre os desafios para manter uma vida de oração e hoje vim compartilhar com você querida amiga algumas descobertas que estão me ajudando a desenvolver meus momentos de oração e intimidade com o Pai.

O meu desejo é que ao ler esta postagem seu coração também torne-se aquecido para buscar cada vez mais o colo do Pai. O que você vai ler aqui chegou ao meu coração através do livreto Deus no Centro do Ministério Pão Diário cujo autor é Luis Palau.

1. Separar um tempo para falar diariamente com o Pai.

É essencial que separemos em nosso dia um tempo para estarmos a sós com Deus. O que acontece é que muitas de nós acaba desanimando porque aprendemos que devemos buscar a Deus em determinado horário "pois é o melhor horário" e assim acabamos não orando pois o que nos ensinaram como melhor horário simplesmente não se encaixa em nossa rotina.

Você já ouviu uma frase que diz "de madrugada a fila é menor"? Minha amiga, muitas pessoas chegaram para mim dizendo que eu não obtinha mais de Deus por não orar de madrugada. Veja bem, servimos a um Deus Onipresente que pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo e quando vamos a Ele em oração podem estar milhares de pessoas orando ao mesmo tempo que Deus vê cada uma de nós individualmente.

Deus não trabalha com filas!

Claro que um bom horário para oramos é logo cedo antes do dia começar, mas nem sempre é possível que aconteça nesse horário e isso me levou ao segundo ponto

2. Seja flexível.

Se você escolheu orar logo cedo, ou a tarde ou a noite ou em qualquer horário que seja bom para você e não conseguiu fazer isso todos os dias, não se sinta culpada. É muito bom mantermos um horário de oração regular mas devemos evitar o legalismo. Deus nos ama, e nos conhece bem demais a ponto de ficar bravo com você porque não compareceu no horário marcado. Ele só espera que você compareça e vai sim estar te esperando mesmo que você precise mudar de horário.

3. Orar é um convite de intimidade e aconchego com o Pai.

Não considere a oração como mais um item a ser marcado com um ✅ em sua lista de tarefas (eu fiz muito isso e a oração passou a se tornar um fardo em meio a tudo que eu já tinha que fazer).
A oração é o seu momento com Deus, uma conversa franca e sincera com um Pai amoroso que te ama e se importa com todos os detalhes da sua vida. Pense na alegria de compartilhar momentos com o Criador do Universo, Aquele que tem todo o domínio em suas mãos, o Rei dos reis e Senhor dos senhores mas que te chama de filha💗. Não torne este momento algo tão solene que mais pareça um funeral ou tão chato que não vê a hora de terminar.

Pegue uma xícara de chocolate quente, café ou chá, sua Bíblia, uma caixa de lenços(provavelmente você irá precisar) e chame o Pai para uma conversa.

4. Tenha um diário de oração.

Minha amiga, ter um diário de oração não significa que você tem que ir correndo a papelaria mais próxima gastar em um modelo ultra mega maravilhoso de agenda, caderno ou bloco de notas. Um caderno que você já tenha em casa ou algumas folhas sulfites dobradas ao meio já podem ser o início do seu diário de oração.

Use seu diário para registrar seus pedidos com data para que depois você possa anotar quando e como Deus te respondeu, para anotar um versículo ou canção que veio ao seu coração enquanto conversava com o Pai, anote pensamentos e sentimentos que tiver durante esses momentos. Enfim é um tesouro particular não pelo valor da compra do caderno e sim pelo precioso conteúdo que vai sendo registrado.

Amada espero profundamente que assim como estas descobertas estão mudando minha vida de oração possam também mudar a sua.

E lembre-se : "Até que comece a orar, você jamais entenderá a oração" Luis Palau

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.