quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Lutando com a infertilidade - Mulheres com Propósito


"Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos." Isaías 55:9

Certamente este é um dos posts mais difíceis de escrever, não apenas por falar sobre um assunto tão delicado, mas por vivê-lo. Começar com esse versículo ajuda a mim mesma a olhar para a minha ausência de filhos e saber que Ele está no controle.

A infertilidade no casamento é um assunto delicado, assustador e difícil de lidar. As lutas são internas e externas e é necessário que seu casamento seja extremamente forte para sobreviver a elas. 

Eu tenho um casamento forte.

Não vou contar hoje em detalhes o testemunho da minha vida pois ainda não sinto a direção de Deus que este seja o momento, mas senti que Ele me pedia para compartilhar o que vivo e para que de alguma forma você possa ser abençoada e/ou fortalecida.

Pensei em gravar um vídeo sobre isso mas seria praticamente impossível sou extremamente tímida com as câmeras mas principalmente porque eu provavelmente choraria muito - como estou fazendo enquanto escrevo agora.

Este ano, agora em Novembro, completo 23 anos de casamento, isso mesmo 23 anos eu e meu esposo já estamos juntos a 25 anos. Puxa é muito tempo não é mesmo. Casei com apenas 16 anos (acabei de te contar minha idade rsrsr) e sempre desejei ser mãe. Sempre.
Mas as coisas não acontecem sempre como planejamos, e acredite, sei que Deus tem planos muito mais excelentes do que os que planejamos por nós mesmas por mais que seja difícil aceitar. 

Durante este tempo sempre ouvia que era nova e que o bebê viria com o tempo, mas não veio. Tenho o que os médicos chamam  de "infertilidade não diagnosticada" e para mim esse é um diagnóstico um tanto difícil de acolher. Ele significa que nem eu nem meu esposo temos impossibilidades encontradas pela medicina que nos impossibilitem de sermos pais, mas a gravidez simplesmente não acontece. Você não tem realmente nada o que fazer ou contra o que lutar, simplesmente precisa entender algo difícil de entender o TEMPO DE DEUS.
Só quem vive a expectativa de querer ser mãe mês a mês sabe o que estou falando, só quem experimenta a infertilidade  sabe o tamanho e a dimensão da dor que ela é capaz de provocar em nosso coração. É como morrer um pouco de cada vez. 

Isso sem falar da cobrança social - parentes e amigos: "Ainda não tem filhos? Por quê?" "Quando vão chegar as crianças?" "O problema é seu o do seu marido?".

E cada vez que passo pela assustadora realidade de não estar grávida percebo que Deus sempre deseja me ensinar algo e quero dividir alguns desses ensinamentos com você.

Primeiro - Deus me ama. Apesar de muitas vezes ficar perdida em pensamentos que querem questionar o amor  de Deus por mim é justamente quando estou enchendo meu travesseiro com minhas lágrimas que sinto tão forte seu amor e cuidado por mim, por meu esposo e por meu casamento.

Segundo - o controle é dEle. Por mais difícil que seja esperar a maternidade por tanto tempo sei que Deus é o doador da vida e que é Ele quem decide o momento de nos responder e como nos responder.

Terceiro - mantenho a fé. Por mais incrível que possa parecer para muita gente e por mais que existam pessoas que achem que não serei mãe, eu escolho confiar em Deus. Eu acredito com todo meu ser que Ele me responderá. Seja retirando do meu coração o desejo de ser mãe(você não imagina como já pedi isso a Ele  por achar que não suporto mais lidar com a dor) ou plantando um novo desejo no lugar, não importa eu acredito que Ele tem o melhor para mim, para meu esposo e para meu casamento.

Eu espero profundamente que se você estiver enfrentando esta mesma batalha, minhas palavras sirvam de alguma forma para fortalecer sua fé e nunca duvide de que Ele tem o melhor para sua vida:

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais." Jeremias 29.11


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.