sexta-feira, 22 de maio de 2015

Toque físico - uma linguagem de amor



O toque físico pode iniciar ou terminar um relacionamento. Pode comunicar ódio ou amor. A pessoa cuja primeira linguagem do amor é "toque físico" receberá uma mensagem que irá muito além das palavras "Eu odeio você" ou "Eu amo você". Um tapa no rosto é algo difícil para qualquer criança enfrentar, mas para aquela que possuir o "toque físico" como primeira linguagem do amor, será devastador. Um abraço afetuoso comunica amor a qualquer criança, mas aquela que possuir o "toque físico" como primeira linguagem do amor desfrutará de forma mais intensa aquele gesto, sentindo-se amada e segura. A mesma atitude é válida para os adultos.


Como falar essa linguagem do amor

Toques amorosos podem ser explícitos e exigir sua completa atenção. Por outro lado, também podem ser implícitos e breves, como um toque nos ombros ao encher uma xícara de café, ou um rápido roçar no corpo ao passar pela cozinha. Uma vez que você descubra que o "toque físico" é a primeira linguagem do amor de seu cônjuge, sua única limitação é sua própria imaginação. Descobrir novas formas e lugares de toque pode ser um excitante desafio. Se você, normalmente, não beija seu cônjuge ao entrar no carro, poderá descobrir que esse gesto tornará sua viagem mais atraente. Abraçar sua esposa antes de ela sair para as compras poderá, além de expressar amor, trazê-la mais rápido para casa. Tente novos toques em novos lugares e pergunte a seu cônjuge o que ele sentiu: se os achou prazerosos ou não. Lembre-se: a última palavra é dele. Você está aprendendo a falar a língua dele.


Tempos de crise

De forma mais ou menos instintiva, abraçamos uns aos outros em tempos de crise. Por quê? Porque o "toque físico" é um poderoso comunicador de amor. Em épocas difíceis, mais do que em qualquer outra, precisamos nos sentir amados. Nem sempre devemos mudar as situações, mas podemos superá-las se nos sentirmos amados. Todos os casamentos atravessam crises. Desapontamentos fazem parte da vida. A coisa mais importante a ser feita para seu cônjuge, quando ele atravessar alguma crise na vida, é amá-lo. Se a primeira linguagem do amor dele for o "toque físico", nada será mais importante do que abraçá-lo quando ele chorar. Suas palavras talvez não tenham muita importância, mas o toque físico comunicará que você se preocupa com ele. As crises propiciam uma oportunidade singular para se expressar amor. Toques afetuosos serão lembrados muito tempo ainda após as dificuldades terem passado.

Gary D. Chapman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.