terça-feira, 3 de abril de 2018

Reconectando o amor


Acho interessante como as coisas mais corriqueiras acabam chamando minha atenção com preciosas lições sobre casamento. Hoje vou partilhar mais uma delas aqui com vocês.

Observe uma planta ela estava há muitos dias sem receber cuidado, nada de regar, adubar, podar enfim simplesmente foi deixada ali em um canto. Só que em um determinado momento sua dona percebe que ela está morrendo e fica triste e preocupada pois não deseja perder sua planta, então o que ela faz?

Pega um balde de água, enxarca a plante e coloca uma dose reforçada de adubo para repor os nutrientes que a planta havia perdido ao longo dos meses que ficou sem cuidados. E qual não foi a surpresa da dona da planta ao constatar que dentro de poucos dias a planta havia morrido.

Isso mesmo, morrido. Apesar de ter recebido água em abundancia e adubo isso não foi suficiente. O socorro chegou tarde demais e de forma errada.

Assim acontece com o casamento.

Muitos casais estão realmente deixando de lado seu marido ou esposa ao longo dos dias, semanas, meses e quem sabe até anos. Não lhe dispensam cuidado e atenção apenas relegam ao cônjuge um "canto" em suas vidas.

Se o cônjuge senta para tentar conversar e se conectar com você sua resposta logo vem: "Agora não posso conversar estou assistindo ao jogo ou lendo um livro ou ____________ " preencha o espaço com a desculpa que normalmente você costuma dar.

Em outra ocasião, estão entre amigos e seu cônjuge vai contar uma história quando prontamente você interrompe e diz: "Deixe-me contar a história ou você irá contá-la errado outra vez!" Rebaixando seu cônjuge na frente dos amigos.

Esses são apenas alguns exemplos de situações que ocorrem no casamento que significam que você está deixando seu cônjuge de lado. Mas em algum momento quando perceber que seu casamento está prestes a morrer você vai desesperadamente comprar passagens para uma segunda lua-de-mel romântica ou comprar um presente caro e perceberá que a "água e o adubo" não serão suficiente para salvá-lo.
Não assim, em uma dose exagerada depois de muito tempo de falta de cuidado.

A pergunta que fica é: O que posso fazer então se estou percebendo que preciso me reconectar com meu cônjuge antes que meu casamento morra?

Comece a cultivar o amor em micro doses

Não são joias caras ou viagens dos sonhos que irão reascender seu casamento. É o jantar juntos mesmo que seja após as crianças irem pra cama, é aquele toque carinhoso enquanto passam um pelo outro na cozinha, é ter um tempo na cama antes de dormir para conversar sobre o dia. O amor se constrói em pequenas ações diárias da vida cotidiana.

Faça depósitos regulares no tanque de amor do seu cônjuge

O escritor Gary Chapman em seu livro As Cinco Linguagens do Amor, explica que todos nós temos um tanque de amor que precisa ser preenchido e isto é feito quando somos saciados em nossa linguagem de amor. Descubra a linguagem de amor do seu cônjuge e faça pequenos depósitos todos os dias. O amor é como uma conta bancária diz Hernandes Dias Lopes, se fizermos apenas saques e não depósitos, em breve a conta entrará no vermelho.

Cultive um atmosfera de amor e respeito.

Leia Efésios 5.33. Ele descreve um segredo importante para a construção de um casamento, são eles: amor e respeito. A mulher necessita sentir-se amada por seu esposo e o esposos precisa sentir-se respeitado por sua mulher. Isso não significa que o marido não necessite amor e a esposa não necessite respeito, a grande questão é que quando uma mulher sente-se amada o respeito começa a fluir dela e quando um marido sente-se respeitado é fácil demonstrar amor.

Espero que essas dicas possam ajudar seu casamento e trazer a você a percepção de que não devemos deixar para cuidar do nosso casamento apenas quando as coisas parecem não estar indo bem, mas regá-lo e adubá-lo diariamente em pequenas doses diárias de amor e assim vê-lo crescer e florescer todos os dias de sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.