quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

O que tem brotado dos seus lábios?


Olá minha amada amiga, hoje é mais um daqueles dia em que venho abrir meu coração com você aqui em nosso cantinho. Existe uma situação que me incomoda há um bom tempo, na verdade sempre me incomodou, não quero aqui passar uma visão para você que sou a pessoa mais certinha do mundo apenas tento ser a cada dia uma pessoa melhor. Na verdade eu acredito que esse deve ser não apenas o meu propósito mas o seu também, que a cada dia nos tornemos mulheres melhores e que se tornam cada vez mais santas porque o nosso Deus é Santo.

Bom vamos a questão, o que tem me entristecido na verdade é a falta de cuidado de muitas mulheres cristãs com o seu vocabulário, não sou do tipo que acredita que Jesus transforma apenas uma parte de nós e outra fica como está por conta da "cultura" ou seja lá o que for. Para mim algumas palavras devem ser eliminadas do nosso dicionário a partir do momento que submetemos nossa vida ao senhorio de Cristo.

Por essa razão sinto-me chocada e entristecida quando vejo mulheres que afirmam ter conhecimento do Criador e usarem palavras torpes para expressar suas ideias (principalmente nas redes sociais).
Veja bem, posso dizer que algo está ruim, não ficou bom, que uma situação é lamentável sem precisar fazer uso de palavras inapropriadas que, para muitos, não chega ser um palavrão mas que para mim não tem diferença nenhuma do mesmo. Se sabemos que para Deus não existe tamanho de pecado apenas pecado, por que muitas mulheres acreditam que Deus não usa esse mesmo critério com PALAVRÕES?

Fui procurar no dicionário o que seria palavra torpe (leia Efésios 4.29) e lá diz o seguinte:
Torpe - que contraria ou fere os bons costumes, a decência, a moral; que revela caráter vil; ignóbil, indecoroso, infame. Que causa repulsa; asqueroso, nojento.

Então amada toda palavra que não edifica, que cause repulsa ou seja nojento (como aquilo que se faz no vaso, o famoso nº 2, e que muitas mulheres falam como se fosse a palavra mais eloquente que tivessem em seu vocabulário) não deve fazer parte do nosso dicionário.
Somos mulheres que foram chamadas para impactar uma geração e isso porque fomos lavadas no sangue do Cordeiro e como fazer isso se não vigiarmos nossas palavras? Como acreditar que alguns termos por serem "culturais" devem continuar a fazer parte do que falamos? Como deixar que as gírias dominem nossas conversas?

Enfim minha amiga, espero ter conseguido me expressar e ter deixado claro o que angustia meu coração. Gostaria muitíssimo de saber sua opinião, o que você pensa sobre o modo de falar da mulher cristã? Deixa aqui nos comentários ficarei feliz em saber o que você pensa sobre este assunto.

Em Cristo,
Susi

2 comentários:

  1. A paz do Senhor, irmã Susi!
    Este assunto parece simples, muitos não prestam atenção no que dizem, mas realmente é algo sério e nos afasta da Santidade. Tenho falado a respeito disso com alguns jovens e foi o principal tema da pregação de domingo! Glória a Deus! Que o Espírito Santo de Deus encontre espaço em nossos corações para nos limpar e purificar nossos lábios!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréia. Graça e Paz! Que bom saber que Deus a tem despertado para repassar essa mensagem tão importante. Que Deus continue abençoando sua vida 😘😘

      Excluir

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.