terça-feira, 12 de setembro de 2017

Quando um não quer...


Certamente você sabe completar esse ditado popular, mas caso tenha esquecido vou refrescar sua memória: "Quando um não quer dois não brigam." ditado popular

Essa é uma verdade tão franca que acredito ser por isso que a maioria a ignora, principalmente no
casamento.

Muitos casais enfrentam a difícil realidade de ter um cônjuge cujo temperamento ainda precisa ser transformado pelo Espírito, pessoas assim em muitas ocasiões são extremamente difíceis de lidar. Nós mesmos precisamos aprender a lidar com nossas próprias emoções se não quisermos ser aniquilados por elas.

O que eu quero enfatizar para você aqui é exatamente o que diz o dito popular acima, em outras palavras seria:

Pare de alimentar a briga e ela se extinguirá.

Infelizmente muitos casais levam discussões muito a frente simplesmente porque um dos cônjuges torna-se o alimentador da briga. Sabe o que alimenta um furacão? Águas quentes. Sem elas eles perdem a força e acabam. Porém quanto mais água quente aparecer na rota de um furacão maior e mais destruidor ele ficará.

Assim acontece com uma discussão de casal, não estou dizendo que as discussões e divergências devem ser ignoradas, não - de forma nenhuma - o que quero que você entenda é que existe o momento certo para tratar o assunto. É perceber se aquela discussão está caminhando para "águas quentes" e você tem a responsabilidade de esfriar a água antes que tudo se torne uma grande briga que não resolverá nada e ainda deixará alguns estragos no caminho.

Veja o que a Bíblia diz: "O homem irritável provoca dissensão, mas quem é paciente acalma a discussão." Provérbios 15:18 

Seja o lado que promove a calma no seu casamento, a pior coisa que pode acontecer é ter duas pessoas agindo asperamente. Quando os ânimos estiverem para se exaltar por alguma razão seja a pessoa que escolhe pedir para deixar o assunto de lado por um tempo para resolvê-lo em outra hora.

Caso seu cônjuge esteja - como diz Provérbios - irritável, escolha simplesmente o silêncio. Deixe que haja o desabafo do outro e quando terminar diga que não vai levar o assunto adiante naquele momento e retire-se para um lugar mais calmo.

Pense bem, uma competição de gritos e palavras exaltadas não resolverá a questão e pode causar feridas profundas.

Então escolha ser o lado paciente que acalma a discussão e deixe Deus agir em seu favor e em favor do seu casamento para resolver qualquer situação.

Em Cristo,
Susi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.