quarta-feira, 3 de maio de 2017

O desaparecimento do que é vital

#devocionalparacasais


Estava fazendo a leitura do livro de Oseias quando me deparei com esta afirmação:"A fidelidade e o amor desapareceram desta terra, como também o conhecimento de Deus " (Os 4.1 NVI)

Não consegui mais avançar na leitura. 

Parei, li novamente, reli....

Que verdade atual e chocante!

Como o alerta dado através do profeta Oseias ao povo de Israel e seus líderes parece refletir a mesma realidade que vivemos em nosso mundo atual. 

Mas e quando isso chega ao casamento? Quando desaparecem a fidelidade  e o amor? 

Muitos casais estão exatamente vivendo esse tipo de realidade triste em seu casamento. Não conseguem amar ou sentir-se amado. A fidelidade desapareceu e em seu lugar cresceu a mentira, a traição e o engano. Que visão triste de se ver. 
Aqueles que a pouco ou há muito tempo fizeram votos de "até que a morte os separe" hoje não trazem a memória nenhuma daquelas palavras. 

Uma das constatações mais dolorosas que se pode chegar dentro do casamento é que o amor e a fidelidade desapareceram. Mas então por que isso acontece?

O versículo diz "que o conhecimento de Deus" também desapareceu. É assim que um casamento começa a ruir, é assim que as mentiras aparecem sorrateiras, que não há preocupação em como o outro se sente ou que a chama ardente do amor se apaga. 

Do mesmo modo que a nossa sociedade encontra-se caótica devido ao seu afastamento de Deus os casais que não se importam em crescer juntos espiritualmente também estão caminhando para um fim caótico.

É preciso urgentemente voltar-se para Deus, é preciso que os casais entendam que Deus é quem torna o casamento forte o suficiente para enfrentar as intempéries da vida. Sem Deus, tudo fracassa.

Para refletir:

  • Como tem sido o seu relacionamento pessoal com Deus?
  • Como casal, quanto vocês tem buscado a Deus?
  • Leiam Oseias 4.6 e comentem essa passagem e como ela se aplica a vida no casamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.