quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Orando com naturalidade - Devocional para casais


A convivência diária com alguém permite que você vá conhecendo uma pessoa de maneira peculiar. Sou casada a 24 anos e existem algumas coisas sobre meu marido que ele nem precisa dizer que sei o que ele vai fazer ou o que deseja. Por essa razão orar por ele e por suas necessidades é algo que posso fazer naturalmente como se estivesse orando por mim mesma.

Assim deve ser nossa vida de oração por nosso cônjuge. Deixar que nosso coração transborde diante de Deus em súplicas e ações de graças em favor daquele (a) que é uma só carne conosco. Mas isso não é algo que se conquista com facilidade.

A oração é uma batalha e como tal nem todos estão dispostos a enfrentá-la em favor de alguém que não seja por si mesmo. Infelizmente.

Somos infinitamente beneficiados quando passamos a orar em favor do nosso cônjuge, ainda que no princípio nossas orações não passem de queixas sobre ele(a) diante de Deus, devemos continuar orando. O próprio Deus vai se encarregar de mudar o nosso coração a medida que oramos pelo nosso marido/ por sua esposa.

Certa feita li uma frase que diz: "Não podemos odiar a pessoa pela qual oramos."

Se tem sido difícil a convivência em seu casamento experimente o poder transformador da oração. Se está indo tudo bem experimente o poder mantenedor da oração. Ou seja não importa a situação do seu casamento faça da oração algo que flui com naturalidade dos seus lábios em direção ao coração de Deus.

"Senhor que orar pelo meu cônjuge seja tão natural como meu respirar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.