quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Qual é o seu problema?


"Certo dia, num mosteiro, com a morte do guardião, foi preciso encontrar um substituto. Convocou-se, então, uma reunião de todos os discípulos para descobrir quem seria o novo sentinela. O mestre, com muita tranquilidade, falou:- Assumirá o posto aquele que primeiro conseguir resolver o problema que eu vou apresentar.

Então ele colocou uma mesinha no centro da enorme sala e, em cima dela, um valioso vaso de porcelana.- Eis aí o problema – disse ele!

Todos ficaram olhando o vaso belíssimo, tentando adivinhar qual era o problema com aquele vaso.Nesse instante, um dos discípulos pegou um porrete e, para espanto dos demais, destruiu tudo, o vaso e a mesinha de centro. Depois voltou para seu lugar.

Imediatamente o mestre disse:- Senhores, já temos um novo guardião.

– Por que ele foi escolhido, mestre? Indagaram os demais.
– Porque ele eliminou o problema. Não importa o quão caro, bonito ou inocente ele aparente ser, se é um problema, precisa ser eliminado." (ilustração selecionada)

Seria fácil se para eliminar nossos problemas fosse o bastante apenas bater sobre eles e vê-los em mil pedacinhos. A vida é um pouco mais complexa. O casamento é um pouco mais complexo. O que eu e você precisamos lembrar é que se colocarmos os nossos problemas nas mãos de Deus não precisaremos mais nos preocupar com eles.

Como na ilustração acima muitas vezes não queremos de fato eliminar o que está nos causando problemas, nos apegamos a eles por este ou aquele motivo. Mas é preciso lembrar: problema é problema!

Em Marcos 10.51 Jesus pergunta ao cego qual era a sua petição, o que ele gostaria de receber. Pode até parecer uma pergunta tola visto que era claro que o homem era cego. Mas Jesus estava esperando que aquele homem identificasse o seu problema e o levasse claramente até Ele.

Então querido casal, qual é o seu problema? Parem de adiar a solução, entreguem tudo ao Mestre e peçam que Ele intervenha com a solução. E creia, Ele o fará!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.