terça-feira, 14 de junho de 2016

O exemplo - será que ele está destruindo seu casamento?


O exemplo é algo forte em nossas vidas, consciente ou inconscientemente reproduzimos comportamentos aos quais somos constantemente expostos. Precisamos estar bem informados sobre este fato e começarmos a dar uma olhadinha em nosso casamento.

Muitos padrões de comportamento que temos com nosso cônjuge são uma reprodução do ambiente em que vivíamos quando crianças. Mesmo aqueles comportamentos dos nosso pais que não desejávamos imitar, mas cedo ou mais tarde nos pegamos fazendo a mesma coisa.

Um outro fator importante é que se nos expomos em demasia a conceitos errôneos a cerca do casamento ou do valor e papel de cada um no lar, seja através de filmes, novelas (o que particularmente acho um absurdo perder tempo assistindo isso) ou até mesmo literaturas temos a tendência de querer reproduzir este comportamento em nosso casamento ou nos sentirmos frustrados se não vivemos como a mídia nos apresenta o conceito de casamento.

Quantos de nós não já parou e deu uma olhadinha naquela revista enquanto esperamos na fila do supermercado que traz como manchete: segredos revelados dos famosos sobre como ter um casamento feliz. Daí você olha para seu casamento, que não vai lá essa maravilha toda, e pensa preciso desta revista, mas esquece de observar que alguns desses casais já se encontram no 3º, 4º ou até 5º casamento. Outros que declararam suas estratégias estarão separados na manhã seguinte.

Ou como diz o escritor Rob Parson no seu livro 60 minutos para renovar seu casamento, citando outra manchete de revista: "casais normais fazem sexo 2,7 vezes por semana (sabe-se lá o que significa 0,7)"

Ou seja queremos imitar aquilo que achamos coerente(mas que nem sempre é) ou aquilo a qual estamos constantemente expostos.

Agora observe o que diz a 3ª carta de João verso 11: "Amado, não imite o que é mau, mas sim o que é bom. Aquele que faz o bem é de Deus; aquele que faz o mal não viu a Deus."

Esse é o segredo real para construirmos um casamento forte, saudável e porque não sexualmente satisfatório.

Se a imitação acontece naturalmente, devemos ter cuidado com aquilo a que nos expomos para evitar uma imitação de algo mal. E se você estiver se perguntando: Ok, Susi. Posso não me expor a coisas ruins agora, mas e o que aprendi na infância? O que fazer quando reproduzo hábitos e comportamentos que simplesmente estão incorporados em mim pela minha criação?

A resposta é: "...não imite o que é mau, mas sim o que é bom...."

Esse tipo de comportamento aprendido terá que ser redefino por você, simplesmente escolhendo não reproduzir o que sabe ser um padrão ruim para seu casamento.

Mas como conseguir isso?

Simples, da mesma forma que se expor a coisas ruins causará padrões de repetição ruim em seu casamento, se expor a coisas boas provocará a repetição de coisas boas. ou seja, exponha-se primeiramente a Palavra de Deus todos os dias, busque nela a direção para a condução de um casamento saudável e pratique o que aprender, acredite ninguém melhor para ensinar sobre como ter um casamento de sucesso do que o seu próprio Criador.

Segundo, busque leitura e conhecimento saudável para aprender mais sobre casamento. Veja bem, um dos fatos de hoje você poder estar aqui lendo este Blog é por conta do meu crescente desejo em aprender mais sobre casamento para aprimorar o meu próprio casamento. E acredito que quando aprendo e divido esse conhecimento vai se firmando ainda mais em mim (você não imagina quantas vezes me pego dizendo: preciso ler meu Blog!)

Estão é isso querido casal, busquem preencher suas vidas com aquilo que é bom e agradável aos olhos de Deus para o seu casamento e com certeza seu casamento vai estar muito acima das meras manchetes de revista.


2 comentários:

  1. Olá como vai???
    Vi seu link no grupo do G+ .
    Gostei muito dessa postagem e aprendi bastante com ela.
    Penso que casamento não tem receita pronta pra tudo. É vivendo, aprendendo e melhorando nossas atitudes sempre.
    Também sempre digo que casamento não é para ser feliz mas sim para fazer o cônjuge feliz, pois o amor não pode ser egoísta mas sim dividido dia após dia.
    Abraço

    Quando puder conheça meu blog Palavra Diária.
    Acesse: www.palavradiariadevida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e Paz, Paulo, fico imensamente feliz pelo seu comentário e pela oportuna opinião. Conheci seu Blog e achei abençoado e com muitas postagens edificantes. Que Deus continue abençoando e usando sua vida. Espero tê-lo sempre aqui participando conosco das postagens.

      Excluir

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.