terça-feira, 5 de abril de 2016

O que fazer quando seu cônjuge não é crente


Um dos maiores desafios no casamento acontece quando um dos cônjuges recebe  a fé em Jesus e o outro não. Muitas situações difíceis e desconfortáveis podem começar a surgir e muitos não sabem como proceder.

Essa realmente não é uma situação fácil de ser tratada mas como em todas as questões relacionadas ao casamento se voltarmos os nossos olhos para o Manual do Casamento Bem-sucedido (estou falando da sua Bíblia ok?) vamos obter a resposta para estas e outras tantas questões cruciais que se apresentam na vida a dois.

Veja o que diz o apóstolo Paulo em 1 Coríntios 7.12-15 "Aos outros eu mesmo digo isto, e não o Senhor: se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não se divorcie dela. E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos. Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica  debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz."

Certo, já posso ouvir você levantando os olhos e dizendo: eu já sei disso...

Mas calma através destes versículos quero te dar 3 conselhos que podem te ajudar. Veja:

1. Não procure o caminho aparentemente mais fácil. Muitos quando recebem a Cristo como seu Salvador e não veem seu cônjuge fazer o mesmo, acham que não é mais válido lutar pelo seu casamento e pensam que o divórcio é o caminho mais fácil.

O divórcio nunca é um caminho fácil.

Paulo foi bem claro ao dizer que o cristão não deve procurar o divórcio se o cônjuge descrente não se opor continuar no casamento. Então perceba que se o seu cônjuge decide continuar casado(a) com você após sua conversão já indica um sinal que Deus está trabalhando na situação. Dessa forma peça a Deus para mostra-lhe formas eficazes de batalhar pelo seu casamento.

2. Concentre-se na sua maneira de viver. Um problema enorme começa a surgir em seu casamento se suas palavras falarem mais baixo que suas ações. Uma das melhores formas de atrair seu cônjuge para o Evangelho é mostrando como ele é transformador através de próprias suas atitudes. Se você era grosseiro(a) não é mais, se faltava com respeito não falta mais e assim por diante. Seja verdadeiramente um exemplo vivo do Evangelho transformador em sua casa muito mais em ações que em palavras.

3. Aproveite as oportunidades certas para poder partilhar sua fé. Acredite, nenhum cônjuge não cristão gosta de ficar ouvindo do seu marido ou esposa quão pecador ele/ela é e quanto precisa de Cristo em sua vida. E infelizmente é a primeira coisa que fazemos, muitas vezes até sem perceber, porque queremos tanto que nosso cônjuge viva essa nova vida em Cristo que estamos vivendo que não fazemos com sabedoria.

Procure aproveitar situações que lhe permitam compartilhar sua fé sem agredir o outro ou se mostrar superior. Por exemplo, lembra quando citei sua mudança de atitude? Pois bem em algum momento seu cônjuge irá perceber essas mudanças e poderá mencioná-las a você. Aproveite para dizer em amor que isto só se tornou possível através da obra de Cristo em sua vida e que você gostaria muito de dividir isto com ele/ela.

Se o seu cônjuge estiver enfrentando alguma dificuldade no trabalho, com pessoas ou até na saúde fale como você muitas vezes se sentiu da mesma forma e como as coisas mudaram após o seu relacionamento com Cristo.

E saiba que partilhar sua fé e experiências com seu cônjuge não é lhe pregar um sermão mas dividir o que realmente se passa em seu coração de maneira amorosa e simples.

O maior desejo do meu coração com estas poucas palavras é trazer um conforto ao seu coração para que você veja que seu casamento não está perdido e que principalmente em oração Deus lhe dará os recursos e estratégias para vitória em seu casamento.

Bibliografia www.covenantkeepers.org
Sugestão de leitura: Quando seu cônjuge não é crente - Editora Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.