segunda-feira, 13 de julho de 2015

Ministrando ao nosso lar


Qual é a primeira impressão que uma visita tem ao chegar em sua casa?

Imagine por alguns instantes que você é uma visita em sua casa. O que você vê logo ao chegar a porta da frente? Qual a primeira impressão que sua casa passa?

Um lar onde alguém se preocupa em administrá-lo ou uma zona de guerra prestes a explodir?

O nosso ministério como administradoras começa ao ministrarmos ao nosso lar dispensando a ele atenção e cuidado.

Um fato que não devemos ignorar é que nosso lar revela muito sobre quem somos e a maneira como encaramos a vida. É fato que nem sempre nossas casas estarão como fotos de revista de decoração, principalmente se há filhos pequenos nela, mas isto não é desculpa para um caos instalado.

Quantas vezes ao vistar algumas mulheres, ao chegar em suas casas em completa desordem, elas me lançam aquele olhar envergonhado e prontamente colocam a culpa em seus pequeninos; Sabe como é casa com crianças pequenas nunca para arrumada!

Discordo! O que faz uma casa desorganizada é a falta de atenção por parte de sua administradora - você. 




A falta de planejamento, de cada coisa ter seu lugar e a preguiça são alguns dos fatores que contribuem para a desordem em uma casa.

Procure a cada dia assumir seu ministério e ministrar ao seu lar, busque inspiração em livros, na internet e até em grupos de organização para aprender a manter o seu lar em ordem. Se a sua casa encontra-se no momento mergulhada em um caos total não se desespere para querer arrumá-la toda em um dia só afinal ela não deve ter ficado assim em apenas um dia. Um sistema de organização que tem me ajudado muito é  Flylady (digite no Google e vai descobrir muita informação boa) que nos ensina a ministrarmos ao nosso lar um passinho de cada vez e a longo prazo colheremos o resultado de um  lar em ordem e nosso coração em paz.

Como você tem ministrado ao seu lar e o que pode fazer para melhorar ainda mais?

Fique com Deus e nos vemos amanhã. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.