quarta-feira, 13 de maio de 2015

Os dez mandamentos da sexualidade


Hoje quero compartilhar com vocês um artigo de Jasiel Botelho de uma palestra para encontro de casais, ele esboçou dez ideias que seriam mandamentos a serem observado pelos cônjuges para uma melhor intimidade sexual.

Os Dez Mandamentos da Sexualidade

1. Santidade. Amarás teu cônjuge com todo o teu coração com toda a tua alma, com todo o teu corpo em plena santidade, sabendo que foi Deus quem fez a sexualidade sendo ela limpa, pura e santa dentro do casamento. Sexo é uma benção de Deus.

2. Romantismo. Amarás teu cônjuge com toda consideração e sentimento, com todo respeito e romantismo. Sabendo que uma relação sexual começa não somente à noite quando chegas e tira a roupa, mas desde a manhã quando te vestes para sair.

3. Responsabilidade. Amarás teu cônjuge de forma ativa e não passiva, pois tu és responsável por teu próprio prazer sexual, não podes transferir para o teu cônjuge o peso e a responsabilidade de tua sexualidade. Não espere, tome a iniciativa.

4. Comunicação. Amarás teu cônjuge com toda liberdade expressando abertamente teus sentimentos, necessidades, gostos, preferências e desejos. Através de um diálogo espontâneo sincero e descontraído. Converse com o teu cônjuge.



5. Criatividade. Amarás teu cônjuge com toda criatividade, evitando a rotina e a monotonia. Use diferentes horários, diferentes locais, diferentes situações. Uma música romântica, uma iluminação especial, uma roupa diferente.

6. Humor. Amarás teu cônjuge com alegria, não levando o sexo demasiadamente a sério, lembre-se fazer amor é um prazer, é um lazer, é um divertimento, é uma brincadeira, não uma obrigação. o humor tira a tensão e o medo.

7. Privacidade. Amarás teu cônjuge com toda intimidade, garantindo toda segurança de não serem interrompidos por terceiros, a ameaça de uma interferência inesperada rouba a liberdade de uma total doação. tranque a porta por dentro.

8. Higiene. Amarás teu cônjuge como um jardim, com o perfume das flores com suas pétalas limpas, coloridas, delicadas e perfumadas. 

9. Realidade. Amarás teu cônjuge como ele é, sem ilusões ou fantasias, sem transferência de imagens eróticas ou românticas fantasiosas, procurando no parceiro o motivo certo e verdadeiro de uma excitação e satisfação sexual.

10. Reciprocidade. Amarás teu cônjuge com excelência, não preocupando-se apenas com a quantidade de sexo, mas com  a qualidade. Evoluindo do orgasmo egoísta ao altruísta até descobrir o caminhar juntos para uma qualidade de prazer. 

Que possamos individualmente analisar cada mandamento e ver onde estamos precisando melhorar para deixarmos a nossa intimidade conjugal cada vez melhor.

Fique com Deus e nos vemos amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.