terça-feira, 26 de maio de 2015

O amor completa um ao outro - o desafio de amar


"Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?Eclesiastes 4: 11

Deus cria o casamento com um homem e uma mulher e os faz um. E apesar do amor estar disposto a agir sozinho, se necessário, é sempre melhor quando essa performance não é solitária. O amor pode agir sozinho se não houver outra maneira, mas existe um "caminho sobremodo excelente" (1 Coríntios 12:31). O amor nos desafia a não parar de amar até que se alcance esse caminho. 

Nosso corpo é feito um para o outro. Nossa natureza e temperamentos fornecem equilíbrio, nos capacitando a cumprir nossas tarefas de forma mais eficiente. A nossa união pode gerar filhos, e o nosso trabalho em equipe pode conduzi-los melhor a uma vida saudável e à maturidade. Onde um é fraco, o outro é forte. Quando um precisa construir algo, o outro está preparado para ajudar e encorajar. Multiplicamos a alegria um do outro e dividimos nossas tristezas. 

A Bíblia diz, "Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Pois se caírem, um levantará o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante" (Eclesiastes 4:9-10). É como as suas mãos, que não apenas vivem juntas mas multiplicam a eficiência uma da outra. Com o objetivo de fazerem o que fazem, nenhuma das duas é totalmente completa sem a outra. Embora as nossas diferenças sejam freqüentemente a fonte do desentendimento e do conflito, elas foram criadas por Deus e podem ser bênçãos infinitas se nós as respeitarmos.

Quando aprendemos a aceitar essas diferenças em nosso cônjuge, podemos contornar a crítica e estar prontos para ajudar e apreciar um ao outro. Mas alguns parecem não estar dispostos a superar as diferenças de seu companheiro. E, como resultado, eles perdem muitas oportunidades. 
Eles não se beneficiam da singularidade que faz cada um deles mais eficiente quando inclui o outro. A eficiência do seu casamento depende dos dois trabalhando juntos. Você tem alguma decisão importante a tomar sobre finanças ou plano de aposentadoria? Você está enfrentando um sério problema com um colega de trabalho? Você está lutando para saber que atitude tomar? Você está absolutamente convencido que as escolhas educacionais para seus filhos são as corretas, não importando o que seu cônjuge pense? 

Não tente analisar tudo por você mesmo. Não desqualifique o direito dele de opinar em questões que dizem respeito a ambos. O amor entende que Deus uniu vocês com um propósito. E mesmo que você acabe discordando das perspectivas do seu cônjuge, ainda assim você deve respeitar e levar em consideração a visão dele. Isto honra o plano de Deus para seu relacionamento e protege a unidade que Ele intenciona. 


Juntos, vocês são melhores do que sozinhos. Vocês precisam um do outro. Vocês se completam.


Desafio de Amar

Reconheça que o seu cônjuge é essencial para um futuro de sucesso. Faça-o saber hoje que você deseja incluí-lo em suas próximas decisões, e que você precisa do seu conselho e ponto de vista. 
Se você ignorou as idéias dele no passado, admita seu descuido e peça perdão.

Extraído do livro o Desafio de amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.