segunda-feira, 23 de março de 2015

Desafio de Segunda-Feira - Controlando as palavras

"Ó Senhor, ajuda-me a tomar cuidado com o que falo; ajuda-me a não falar o que não Te agrada." Salmos 141.3

Muitas vezes talvez não paremos para pensar no peso de nossas palavras, principalmente aquelas que usamos em nosso casamento.
Não é por acaso que a Bíblia tanto nos chama a atenção para cuidarmos com nossa língua:

"A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto." Provérbios 18:21

"Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia." Tiago 3:5

Devemos buscar temperar as nossas palavras com sal (conforme Colossenses 4.6) e pensar bem antes de falarmos.
Conta-se que uma senhora

recebeu um diagnóstico médico que para preservar sua saúde ela deveria ficar 30 dias sem emitir nenhuma palavra por causa de uma enfermidade em suas cordas vocais, ela prontamente obedeceu mas ficou pensando como conseguiria manter a casa sem dizer nada, já que tudo em seu lar parecia ter que ser resolvido no "grito". Chegando em casa ela teve uma ideia, a partir daquele momento iria usar notas escritas para se comunicar com o marido e os filhos afinal era sua saúde que estava em jogo.
No decorrer dos dias a casa foi ficando com blocos de notas em todos os lugares pois era assim que a comunicação acontecia agora, mas ela também começou a perceber que a casa estava mais tranquila, o clima era mais ameno quando o marido chegava do trabalho, as refeições ocorriam num clima de serenidade e até os filhos pareciam terem sido tomados por uma calma por ela desconhecida.
Ao final dos 30 dias ela voltou ao consultório médico foi liberada para voltar a falar.
- Que alívio doutor, muito obrigada. Disse a mulher.
E quis saber o médico: - Como foi essa experiência para senhora e como sua família reagiu?
E a mulher hesitou um pouco e disse: - Doutor, esse período de silêncio me permitiu avaliar que toda agitação da minha casa era culpa minha. Adotei o método de notas para me comunicar com meu marido e filhos durante esse tempo e não poucas vezes rasguei os bilhetes que deixei para eles antes que lessem por perceber como minhas "palavras" soavam grosseiras e sem respeito. Hoje meu lar foi transformado porque aprendi a força das palavras e o valor que elas tem.

E você como tem usado as palavras no seu casamento?

Que tal se comprometer a pelo menos por essa semana pensar mais antes de falar com seu marido e filhos, e verificar os resultados?

Fique com Deus e nos vemos amanhã!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.