quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

O sexo no casamento


"O leito matrimonial deve ser marcado por mutualidade — o marido procurando satisfazer a esposa, a esposa procurando satisfazer o marido. O casamento não é um espaço para “brigar por direitos”. O casamento é uma decisão de servir a outra parte, na cama ou fora dela. " 1 Coríntios 7.3-4 (MSG)

Deus é perfeito. E criou o sexo. Sim, é isso mesmo que você ouviu leu, Deus criou o sexo e tudo que Deus faz é bom. Todas as coisas que o pecado fez com o sexo isso sim, é mal( mas isso é assunto para outro post).

Mas hoje quero compartilhar com você o que Paulo diz em sua carta a igreja de Corinto abordando claramente a questão do sexo no casamento.

" O leito matrimonial deve ser marcado por mutualidade — o marido procurando satisfazer a esposa, a esposa procurando satisfazer o marido."

O ser humano tem se tornado tão egoísta que até mesmo onde nunca deveria ser egoísta, tem sido. 
A primeira coisa que devemos observar é que o sexo é para satisfação de ambos. O casal precisa entender essa máxima. E sabe o que mais, quando o casal se une sexualmente deve ter em mente não sua própria satisfação mas a satisfação do outro. 
O sexo não deve ser usado como chantagem sendo oferecido ou negado para benefício próprio.
O sexo precisa de romance.

"O casamento não é um espaço para “brigar por direitos”. O casamento é uma decisão de servir a outra parte, na cama ou fora dela" (grifo meu)

Você observou bem a palavra destacada no versículo acima? SERVIR. Esta é outra máxima do casamento. Quando decidimos nos casar estamos decidindo servir a outra pessoa. E gente servir pode parecer penoso mas não quando fazemos para alguém que amamos (Jacó serviu 14 anos para poder casar com Raquel - Gênesis 29. 15-30).
Você já parou para refletir se você tem servido ao seu marido ou esposa?
O nosso papel no relacionamento sexual é servir. Claro que não esquecendo o primeiro princípio - o marido procurando satisfazer a esposa, a esposa procurando satisfazer o marido. Não é chegar e dizer:  "Seu corpo é meu e faço com ele o que eu quiser". Não, não é isso que a Bíblia ensina. Ela diz que o meu corpo pertence ao meu marido e devo servi-lo e que ele deve respeitar as minhas preferências e agradar-me.
 
Então se buscarmos aplicar o que Deus nos ensina em todas as áreas do nosso casamento, inclusive na área sexual, poderemos desfrutar de uma vida plena e feliz e se cada um dos cônjuges procurar a felicidade do outro, então ambos serão realizados.


Fiquem com Deus e até amanhã.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.