terça-feira, 13 de setembro de 2011

O COMPROMISSO DE SEGUIR EM FRENTE


Uma coisa muito difícil é a realidade do conflito de emoções. Madeleine L'Engle escreveu um poema simples que captura isto maravilhosamente.
Suas palavras são dirigidas a Deus, mas acho que elas se aplicam igualmente bem a qualquer um com quem temos uma relação de amor:

Querido Deus,

Eu te odeio.

Amor, Madeleine.

Você já experimentou essa realidade frustrante de estar desapontado com alguém
enquanto ao mesmo tempo sabe que você o ama muito?

L'Engle é honesta sobre sua frustração com Deus, mas as duas últimas palavras fazem toda
a diferença - mesmo que ela está irritada com seu Criador, ela se comprometeu
para se mover em direção a ele. "Amor, Madeleine" torna-se o denominador que define o
numerador. Não importa sobre o que é desespero , não importa o quão intensa é a
frustração, o relacionamento de Madeleine com Deus é marcado por esse amor fundamental.
É assim que deve ser com os nossos casamentos.

Mesmo em momentos de raiva, traição,exasperação, e feridos, somos chamados a buscar
essa pessoa, abraçá-la, e crescer em direção a ela, para deixar nosso amor redefinir
nossos sentimentos de desinteresse, frustração e até mesmo ódio.
Por Gary Chapman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você pensa é importante para nós. Deixe aqui seu comentário.